CARO LEITOR: PARA OUVIR OS VÍDEOS, DESLIGUE O PLAY-LIST NO RODAPÉ DA PÁGINA. NAVEGUE COM A. M. O. R.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

SOMOS OS CONSTRUTORES
DE NOSSAS DOENÇAS

Todas? Sim, todas; até as hereditárias, das quais trazemos o gene, mas que somente se manifestam se encontram campo fértil, se a nossa imunidade deficiente permite.

Nós somos o que queremos ser, ou melhor, o que sabemos ser, pois nossa inconsciência é tão grande que atiramos no próprio pé e não nos damos conta disso.

Tanto quanto tudo na natureza - mesmo porque somos parte dela e constituídos dos mesmos elementos básicos - somos criaturas energéticas, vibracionais e, infelizmente, o homem de hoje, materializado, massificado e manipulado, não tem consciência dessa realidade. E sofre demasiadamente por isso.

Sempre, indistintamente - mesmo porque é mais fácil -, culpamos o outro... culpamos até Deus. A célebre pergunta: "o que eu fiz para merecer este castigo?" deveria ser feita a nós mesmos e não à Divindade. A eterna mania de não assumir responsabilidades pelos próprios pensamentos e atitudes. Somos nós que construímos nosso céu ou nossos infernos.

Há uma lei da Física, denominada "Ação e Reação", que deixamos restrita aos bancos acadêmicos sem saber que estamos sujeitos a ela 24 horas por dia, 365 dias por ano, mesmo quando estamos dormindo. A energia que emanamos volta para nós de forma positiva, se espargimos o Bem, e de forma negativa, se espargimos o Mal. E isso se aplica a tudo e todos com que interagimos.

Essa energia que trocamos e que chamamos "impressão" chega até nós, e quase sempre nos penetra, porque somos inconscientes do que somos, não temos o menor controle de nossas emoções e somos dominados pelos egos.

A energia não se cria nem se extingue; ela se transforma, e se não transformamos as impressões que nos chegam , elas nos penetram e vão se alojar em algum ponto vulnerável de nosso organismo.

E o que são essas impressões? São os sentimentos e atitudes patrocinados por nossos egos: medos, ansiedades, raiva, intolerância, orgulho, inveja, mesquinhez, cobiça, gula, luxúria, pressões, estresses, competitividade exacerbada, enfim, nossos desvios do centro energético divino chamado ALMA.

Tais impressões não transformadas acumulam-se em nosso organismo e em nossa psique, gestando patologias físicas e mentais. A energia negativa acumulada provoca tumores, cancerígenos ou não, provoca distúrbios gástricos e glandulares de toda ordem, cardiopatias diversas e toda gama de desvios emocionais e mentais, como depressão, fobias, psicoses, etc.

Portanto, cuidemos de prestar atenção nos tiros que damos em nossos próprios pés.
- Antes de julgar, procure compreender;
- Antes de criar raiva, mágoas e ressentimentos, procure o diálogo;
- Antes de odiar pela ofensa recebida, procure perdoar a inferioridade de quem ainda se compraz em ofender. Mesmo porque, muitas vezes, somos nós que provocamos uma reação ofensiva.
- Em lugar da dor do remorso, ame e cuide enquanto é tempo... E lembre-se: quem ama de verdade, não ama por causa de..., mas sim apesar de...
- Não queira moldar as pessoas para que elas se encaixem no seu ideal de ser humano: respeite as individualidades.
- Nunca diga a frase "Eu sou assim mesmo, que é que eu vou fazer?", porque estamos aqui para mudar, para evoluir e não para nos conformarmos com nossa condição inferior.

"Vós sois deuses!" é uma assertiva de Jesus em relação a nós e Ele não está enganado. Nós temos em nós a centelha divina, a Luz divinal... então, por que dar tanto valor às trevas? A treva, os egos, são mais atraentes e nos trazem mais prazer, ao passo que a Luz nos traz regras, limites, caminhos definidos, responsabilidades. Exige-nos esforço máximo para galgar um único patamar na escala evolutiva. Optamos pela indolência das conquistas fáceis, porém, ilusórias.

Tenhamos a coragem de caminhar na contramão da história, de sermos espelhos do Bem para a Humanidade inconsciente e inconsequente, para inscrever nossas almas no Exército de Girassóis Celestes do Arcanjo Miguel, o Grande AVATAR da Era de Aquário.


Bem vindos à nova raça planetária KORADHI

terça-feira, 23 de novembro de 2010

DEFICIENTE CÍVICO


Disabled Civic 


Não, amigos, eu não digitei errado; é deficiente cívico mesmo. Aquelas pessoas que não apresentam deficiências físicas, mas têm em abundância deficiências morais. Infelizmente, pela inversão de valores de que fomos acometidos, o mundo está abarrotado de deficientes cívicos.

Mas o que caracteriza um deficiente cívico? Que cara tem esse personagem que passa quase despercebido na sociedade porque, hoje, ele é maioria. Observe ao seu redor, ou dentro de você mesmo, e reconheça um deficiente cívico.


- Não obedece sinal de trânsito, principalmente de pedestres;
- Não respeita vagas de deficientes físicos;
- Não respeita os bancos reservados nos meios de transporte;
- Só da lugar a idosos, grávidas ou deficientes físicos - muito a contragosto - se estiver no banco reservado;
- Quando de carro ou moto, não pára em sinal de pedestre, muito menos dá passagem quando não há farol na faixa;
- Coloca em risco a saúde e a integridade alheia, dirigindo bêbado, por exemplo;
- Suborna o guarda de trânsito para não ser multado;
- Fura fila na maior cara-dura;
- Joga lixo na rua;
- Não dá bom dia, não diz obrigado, não pede desculpas;
- De mochila nas costas, acha que só tem ele no mundo;
- Compra ou rouba gabarito de prova;
- Tosse e boceja no rosto das outras pessoas;
- Coloca os pés nos bancos onde outros irão se sentar;
- Senta-se com as pernas abertas, ocupando um banco e meio e impedindo o outro de se sentar;
- Ouve som no último volume como se o mundo inteiro tivesse obrigação de gostar das músicas que ele gosta;
- Bate portas e janelas;
- Gasta todo o seu tempo olhando o defeito dos outros;
- Invejoso, não reconhece a capacidade do outro e ainda não perde a oportunidade de "puxar o tapete" pro outro cair;
- Tá sempre de mau humor, espargindo energia negativa ao seu redor;
- É ingrato por natureza...

Nós ainda precisamos de uma droga de Declaração de Direitos Humanos, Estatuto do Menor, Estatuto do Idoso, Códigos de Ética... para que nos sintamos "obrigados" a nos comportar como gente, caso contrário, nós nos comemos uns aos outros...

Enfim, eu poderia esticar essa lista de venenos sociais quase infinitamente. Mas já deu para perceber do que eu estou falando, não é? E eu não me isento de ser um deficiente cívico não... Tenho muitos defeitos, mas estou numa luta ferrenha para me livrar deles enquanto há tempo. Não é nada fácil, mas também não é impossível.

Para esse tipo de deficiência não há remédio alopático nem homeopático. Os únicos remédios são humildade, determinação e espelho...


Eis aí o meu Espelho!


sábado, 20 de novembro de 2010

MICHAEL
DIÁLOGO DE AMOR NO CÁRCERE 

DIALOGUE OF LOVE IN JAIL

Caro amigo!
          Eu não sei quem você é nem porque está aí. Porém, não importa o que tenha feito nem os motivos que teve para fazê-lo; importa que me importo com você.
        Junto com esse material, receba também o meu afeto e a minha confiança de que irá fazer a sua parte.
        Tenha em mente que tudo que nos acontece tem uma razão de ser, é para nos ensinar alguma coisa. Então, aproveite esse tempo para refletir e estudar, construindo você mesmo um novo amanhã. 


Esses foram os homens que me ensinaram a amar assim. 

Nós amamos você!

Essa foi a mensagem que enviei em um kit educacional doado a presidiários, ontem. E a frase: "esses foram os homens que me ensinaram a amar assim" é a mais pura verdade. Esses dois Seres me ensinaram a amar o imperfeito, porque o perfeito já tem amor por si só. Ensinaram-me a sair da zona de conforto do amar fácil.

Esse grande Ser, que atende pela alcunha de "Rei do Pop" foi duramente criticado e condenado por amar o imperfeito, o doente, o desvalido, o destituído de cidadania. Lisa Marie, na época esposa, o adjetivo mais brando que dirigiu a Michael foi "idiota". Isso porque ele queria ir visitar dois garotos assassinos que foram condenados à prisão perpétua, na Inglaterra. Ele só queria dizer "eu te amo" para os garotos, certo de que eles jamais haviam ouvido isso de alguém, motivo pelo qual cometeram o delito. 

Michael Jackson não discute o certo ou o errado, ou seja, o julgamento. Michael Jackson discute a compreensão, a aceitação da pessoa como ela é, com suas limitações. É o respeito à individualidade, principalmente à sua própria. Isso não significa estar do lado errado ou "premiar o erro", como acusou Lisa Marie. Significa estar ao lado de quem errou, independente do erro ou dos motivos que o levaram a errar, como, talvez, uma tábua de salvação, um último fio de esperança. Era isso que Michael queria quando visitava penitenciárias, asilos e orfanatos: dizer a essas pessoas que Deus não havia desistido delas.

Jesus nunca deu as costas aos transgressores das leis universais. Ele deu o conforto do perdão do passado e da confiança no futuro.

Vítimas de uma sociedade desconectada, enxergamos o delinquente como se estivesse fora dessa sociedade. Mas ele é tão parte dela quanto qualquer um de nós, sob uma ótica oposta; ou seja, não podemos fingir que não existe, ou que não é um de nós. E o grito dessa massa destituída de cidadania nos incomoda, nos molesta, nos agride, e nossa reação é rechaçar.


Não tiramos a vida de alguém somente quando apertamos um gatilho... Fazemos isso todos os dias quando tiramos a esperança, os sonhos, a alegria e a dignidade de alguém. Talvez seja essa a mais cruel forma de matar, mas nos sentimos dignos e puros, mesmo cometendo o delito de aniquilar a alma de uma pessoa. 

Não julgar significa compreender que o outro não se encontra na mesma condição que nós, não se encontra do mesmo lado ou no mesmo patamar de consciência, mesmo porque não somos detentores da verdade absoluta para saber se estamos certos ou errados. Quem julga é Deus; a nós compete apenas compreender e colaborar para alterar esse estado de coisas.


ISSO FOI O QUE MICHAEL FEZ NOS ÚLTIMOS QUARENTA ANOS

AÍ ESTÁ O RESULTADO 


Dois mil Presidiários das Filipinas dançam Thriller

terça-feira, 16 de novembro de 2010

SIMPLESMENTE ENCANTADOR

SIMPLY LOVELY




Assim, de pijamão, sujinho de chocolate e descalço, é simplesmente irresistível. A ternura da gente vai às alturas por essa Criança. Que Deus abençoe essa realeza plebéia que nos encantou e continuará encantando pela vida afora.

GOD BLESS YOU, MICHAEL!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

CURE O MUNDO
HEAL THE WORLD

Hoje eu não vou falar, meu AMOR! Hoje eu vou deixar que Você fale... e fale alto... e fale fundo nos corações que ainda não despertaram para a sua essência.

Cure o mundo como Você me curou da pequenez de alma, da estreiteza dos sentimentos, de um coração circunscrito. Hoje eu amo o mundo porque Te amo... e Te amo com toda a alma, com toda profundidade, com toda pureza e toda sinceridade. Hoje eu Te inspiro, Te respiro e Te transpiro em cada segundo de vida, meu REI PLEBEU!



HEAL THE WORLD  *  cURE O MUNDO

"Pense nas gerações e elas dizem: Nós queremos fazer deste um lugar melhor para nossos filhos e para os filhos de nossos filhos. Para que eles saibam que este é um mundo melhor para eles; e pensem que podem fazer deste um lugar melhor."

Há um lugar em seu coração
E eu sei que ele é o amor
E nesse lugar pode ser
O mais brilhante amanhã
E se você realmente tentar
Você irá descobrir que não precisa chorar
Nesse lugar você irá sentir que não há mágoa ou tristeza

Há caminhos para chegar lá
Se você se importa muito com a vida
Crie um pequeno espaço
Crie um lugar melhor

Cure o mundo
Faça dele um lugar melhor
Para você e para mim
E toda a raça humana
Há pessoas morrendo
Se você se importa muito com a vida
Faça um lugar melhor
Para você e para mim

Se você quer saber por que
Existe um amor que não pode mentir
O amor é forte
E só cuida das dádivas alegres
Se nós tentarmos, nós veremos
Nesta felicidade nós não sentimos
Medo ou receio
Paramos o existir e começamos a viver

Então sentimos que sempre
Bastante amor nos faz crescer
Então faça um mundo melhor
Faça um mundo melhor

Cure o mundo
Faça dele um lugar melhor
Para você e para mim
E toda a raça humana
Há pessoas morrendo
Se você se importa muito com a vida
Faça um lugar melhor
Para você e para mim

E o sonho que nós concebemos
Revelará um rosto alegre
E o mundo que uma vez nós acreditamos
Irá brilhar de novo em graça
Então por que nós sufocamos a vida ?
Ferimos esta Terra, crucificamos sua alma
Mas é claro ver...
Que este mundo é divino
É a luz de Deus

Nós podemos voar tão alto
Nunca deixar nossas almas morrerem
Em meu coração eu sinto vocês todos meus irmãos
Crie um mundo sem medos
Juntos nós choraremos lágrimas de alegria
Veja as nações transformarem suas espadas em arados

Nós poderíamos realmente conseguir
Se você se importa muito com a vida
Crie um pequeno espaço
Crie um lugar melhor

Cure o mundo
Faça dele um lugar melhor
Para você e para mim
E toda a raça humana
Há pessoas morrendo
Se você se importa muito com a vida
Faça um lugar melhor
Para você e para mim

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

MISTÉRIOS DE MICHAEL JACKSON

MYSTERIES OF MICHAEL JACKSON


Michael sempre foi um homem de mistérios, sempre um desconhecido na essência e mal-reconhecido na aparência. Um doce e extremamente talentoso garotinho de Gary, mas, na verdade, quem é esse gênio que se esconde por trás de tantas representações?

Se levarmos em conta as despretenciosas letras de THRILLER e DANGEROUS - uma falando de um jovem tentando assustar a namoradinha, e a outra de uma garota perigosamente fogosa e liberal -, veremos que nada têm a ver com os curtas com que Michael as apresenta.

Em THRILLER parece que o real significado é a representação do Juízo Final, tanto quanto em DANGEROUS (inclusive a capa do disco) o real significado é a luta do Bem contra o Mal. Portanto, quando Michael luta com os homens de preto (máfia do poder) ele nos mostra o que realmente é "dangerous" (perigoso).

Será que as indumentárias de Michael, tão criticadas e ridicularizadas pela mídia (soldadinho de chumbo) são tão inocentes assim? Ou será que existe algo de misterioso e simbólico por trás de tudo?

Vejamos alguns dos muitos detalhes intrigantes dos figurinos de Michael, e figurinos que ele não usava somente no palco, mas também quando aparecia em público. E agregados às roupas estão, também, pinturas a óleo um tanto quanto estranhas e incompreensíveis, se vistas apenas com um olhar físico e formal. Mas o que está por trás disso tudo? 

MICHAEL E A MITOLOGIA EGÍPCIA

- Cruz Ankh (nos ombros e punhos) e os braceletes: somente os faraós e os deuses tinham autoridade para usá-los.




- Busto egípcio (cerca de 3.000 anos):  impressionante semelhança com seu rosto






- Ele se resguarda com a proteção do deus Horus sempre às suas costas





- Ele se vestiu de faraó (com o toucado da serpente) e de esfinge com pele dourada

 


- O curta Remember the Time é a reprodução de uma tela egípcia, onde ele se transforma em pó de ouro.




- Sob a proteção das asas da deusa Isis



MICHAEL E A SIMBOLOGIA CRISTÃ

- O Cavaleiro e o Anjo: representações do Arcanjo Miguel




- A chave (clave) e o livro: representações do rei Salomão




- Número 7: é o número da evolução, da perfeição e está sempre representado em Michael e 777: é o número de Deus, significa o próprio Deus.




- Pentagrama cristão: 




- Leão coroado (Leão de Judá) e santa ceia: ambas representações de Jesus




- Thriller: representação do Juízo Final.





MICHAEL E O SIMBOLISMO GNÓSTICO

- As duas serpentes da sabedoria (Kundalini)




- Homem-Luz: luz dourada = corpo solar = perfeição.




- Representações alienígenas: Captain E.O, Moonwalker, History




Não me parece, conhecendo a essência de Michael, que tantas representações sejam apenas enfeites tirados dos livros de história das civilizações que ele tanto gosta de ler e estudar. Mesmo porque são símbolos sagrados e ele não os usaria se não tivesse autoridade para isso. 


Onde ele quer nos levar?
O que ele quer nos revelar?



O que está por trás de tudo isso, heim Michael?

terça-feira, 2 de novembro de 2010

HAPPY HALLOWEEN, MICHAEL!
31 de Outubro de 2010

Doces Travessuras para você
De 1 a 100 anos

video


video


video